A insatisfação de Dr.Pérsio

por vinicius — publicado 09/11/2011 11h00, última modificação 20/09/2016 11h16
Em mais uma sessão sem projetos a serem votados na Casa Plínio Amorim, a pauta de hoje (08) deu lugar a mais polêmica. Insatisfeito com a informação reproduzida pelo Blog da Revista Veja, de que Petrolina está entre as quatro cidades do País com a pior coleta de lixo, o líder governista Dr.Pérsio Antunes (PMDB) contestou a nota. Segundo o vereador, a notícia refere-se a uma pesquisa na qual aponta as 106 cidades brasileiras com maior riqueza e qualidade de vida. Petrolina aparece, segundo a Veja, entre as 31 cidades melhores para se viver.

 É nesse universo, explicou Dr.Pérsio, que aparece o resultado sobre o item coleta de lixo. “Petrolina está entre as quatro piores (na coleta de lixo) em relação às 106 cidades. A nota foi equivocada”, desabafou o governista.

Dr. Pérsio justificou, também, que nas gestões anteriores ao prefeito Júlio Lóssio, o município tinha um contrato de R$ 62 milhões com a Sanepav. O contrato foi feito na terceira gestão do ex-prefeito Fernando Bezerra Coelho (2005/06), e teve continuidade com seu sucessor, Odacy Amorim (2007/08), mas foi rompido por Lóssio em 2009, por suspeitas de superfaturamento. O vereador garantiu que naquela época, os gastos com o serviço chegavam a 88%, enquanto na atual gestão caíram para 70%.

“Gastavam R$ 1milhão/mês com a coleta. Hoje a prefeitura gasta R$ 500 mil, e ainda realiza a coleta em Rajada, Pau Ferro e Nova Descoberta, que não era feita”, provocou. Dr.Pérsio rebateu ainda as acusações de que o Executivo não abriu processo licitatório para o setor. Segundo ele, no Tribunal de Contas do Estado (TCE) consta participação de oito empresas – incluindo a Sanepav, que segundo o governista, nem passou perto porque “tinha muita coisa errada” (referindo-se a suspeitas de superfaturamento, na época em que geriu o serviço). Ele disse ainda que o contrato de serviço está disponível no TCE, que o libera a cada três meses.

Mas os vereadores de oposição Osinaldo Souza (PP) e Anatélia Porto (PSD) questionaram com veemência as afirmações de Dr.Pérsio. Amanhã (09) traremos os detalhes.

Publicado por Carlos Britto 08/11/2011 às 18:42