Agora é lei: SAMU de Petrolina é obrigado a levar pacientes com plano de saúde para hospitais particulares

por Natalia publicado 04/05/2018 12h31, última modificação 04/05/2018 12h31

Por 14 votos e duas abstenções, os vereadores de Petrolina aprovaram durante a sessão ordinária desta quinta-feira, (03), o Projeto de Lei 069/2018, que estabelece normas para o atendimento emergencial de pessoas pela equipe de socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), quanto a remoção de pacientes para os hospitais privados de Petrolina.

O SAMU tem a obrigação de conduzir o paciente de acidente ou outra ocorrência emergencial para os hospitais públicos no município, mas no caso a vítima possuir plano de saúde, deverá ser levada de forma direta aos hospitais privados, desde que possuam as condições adequadas para o tratamento necessário.

“O paciente socorrido pelo SAMU que tenha plano de saúde, terá a opção de ser direcionado aos hospitais privados, devendo este ato ser registrado no boletim de ocorrência da equipe de direcionamento emergencial. O paciente deverá estar consciente e em condição de manifestar sua opção, caso contrário, fica autorizada a família ou representante legal definir a opção”, diz o texto do projeto.

Segundo a lei,  as vítimas em estado grave conduzidas pelo SAMU para a rede pública, que não tiverem condições de identificação e se for dado entrada para internação, quando identificado que tenha plano de saúde será transferida para a rede privada, quando tão logo seu quadro de saúde permitir e o médico responsável autorizar.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.