Câmara irá atualizar lei de implantação do Conselho Municipal de Direitos Humanos de Petrolina

por Waldiney Passos publicado 23/05/2019 11h30, última modificação 23/05/2019 11h36
Proposta foi feita pelo mandato do vereador professor Gilmar Santos que promoveu uma reunião na Casa na última segunda-feira, dia 20, para discutir com colegas de parlamento e sociedade civil, sugestões para colocar em prática o funcionamento do colegiado.

A Câmara de Vereadores de Petrolina/PE, promoverá uma atualização da lei que criou o Conselho Municipal de Direitos Humanos. A lei que instituiu o Conselho é de 2011, mas até agora o colegiado não foi formado para que possa atender os cidadãos e cidadãs petrolinenses. A atualização e o funcionamento do Conselho de Direitos Humanos de Petrolina vem sendo proposta pelo vereador professor Gilmar Santos, através do seu mandato. Gilmar também preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Petrolina.

"O tema dos direitos humanos é o tema da defesa da pessoa humana. Realizamos esse encontro na segunda com algumas pessoas para iniciar essa discussão e contribuir com as políticas públicas de nossa cidade. O Conselho de Direitos Humanos terá esse papel que é o de acompanhar e solicitar a promoção dessas políticas para todos os segmentos seja na educação, saúde, cultura, políticas sociais para a mulher, a crianças, idosos e para a juventude", considerou o vereador.

O primeiro vice-presidente da Casa Plínio Amorim, vereador Ronaldo Souza, esteve presente na reunião da segunda, representando o presidente vereador Osório Siqueira e todos os demais membros da Mesa Direitos do legislativo petrolinense que também colocará em pauta nos próximos dias, as mudanças dos conselhos municipais de Educação e da Juventude.

Conforme o vereador Gilmar, são instâncias essenciais para agilizar e apoiar a administração municipal no funcionamento de políticas diversas para esses e outros segmentos da sociedade civil de Petrolina.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.