Câmara promove audiência pública sobre aumento da população em situação de rua em Petrolina/PE

por Waldiney Passos publicado 05/12/2019 12h30, última modificação 05/12/2019 12h27
A Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Casa, presidida pelo vereador professor Gilmar Santos e que tem como membros os colegas, vereador Paulo Valgueiro, relator; e Osinaldo Souza, secretário, está à frente da discussão e deve reunir integrantes de diversos segmentos para tratar de um assunto que vem preocupando à população petrolinense. O requerimento de solicitação do debate é de autoria de Gilmar e Valgueiro.

Os vereadores da bancada de Oposição de Petrolina, Gilmar Santos e Paulo Valgueiro, membros da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Câmara de Vereadores de Petrolina (sertão) que conta ainda com o vereador Osinaldo Souza, da bancada da situação, convidam a população para participar da Audiência Pública que acontecerá nesta sexta, dia 06 de dezembro, às 9h, que vai debater sobre  o aumento da população em situação de rua em Petrolina.

O assunto tem preocupado a sociedade petrolinense e como legisladores, os vereadores propõem o debate em busca de uma solução para este público que precisa de assistência social urgente no município.

Conforme os realizadores do debate, as ruas de Petrolina têm sido abrigo para pessoas que sobrevivem em condições desumanas, suscetíveis à violência urbana e ao caos. Por este motivo, os vereadores conclamam a população à debater sobre as questões sociais como a falta de oportunidades de emprego, as ações inadequadas de acolhimento e as soluções para a ressocialização dessas pessoas.

“Uma oportunidade para discutir e encontrar solução para as necessidades da população de rua, as políticas públicas existentes, fundamentar proposições. Não podemos fechar os olhos para essa realidade, e precisamos unir forças para mudar esse quadro”, pontua Paulo Valgueiro.

Gilmar Santos lembra a finalidade é discutir de forma mais profunda e responsável esse problema "tão grave e complexo que é da população em situação de rua".

"Essas pessoas não podem continua sendo tratadas como meros marginais e usuários reprimidos pela força policial. A polícia só deve ser utilizada quando todas as outras formas deixarem de existir ou não funcionarem. Daí a iniciativa do vereador Paulo Valgueiro e minha para discutirmos tudo isso", explicou o vereador que preside a Comissão dos Direitos Humanos na Casa.

Foram convidadas autoridades públicas e políticas. O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho; integra essa lista completada pelo procurador-geral do Município, a Secretária de Educação, de Saúde, o Secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, representantes da Justiça, Ministério Público e os deputados que representam o município na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), assim como a população petrolinense.

 

 

 

 

 

 

Por Cinara Marques

Com ASCOM

Foto: Jean Brito

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.