Correios: audiência pública na Câmara discute e sinaliza com soluções para resolver problemas do serviço em Petrolina

por Waldiney Passos publicado 12/11/2019 19h55, última modificação 12/11/2019 20h02
De autoria do vereador professor Gilmar Santos, o encontro reuniu ainda representantes dos Correios em Petrolina, Defensoria da União e os vereadores Rodrigo Araújo e Cristina Costa.

A preocupação com os serviços dos Correios que continuam tirando a paciência da população de Petrolina/PE pelos serviço ruim, reuniu na Câmara Municipal, vereadores, comunitários, população e representantes do sindicato dos servidores dos Correios e do Ministério Pública, além da Defensoria Pública da União.

Conforme o vereador e professor Gilmar Santos, autor da solicitação da audiência realizada na seta-feira, 8/11, houve debate e foram tirados aluns encaminhamentos importantes.A pouca participação do público, não impediu que o debate ocorresse e que dele fossem observadas algumas soluções e encaminhamentos.

"Lamentamos a pouca participação da comunidade, mas respeitamos os que compareceram, como o comunitário Pedro Japão, o pessoal do Sindicato dos Funcionários dos Correiros, o defensor público da União Marcelo Galvão, assim como os vereadores Rodrigo Araújo e Cristina Costa. Tiramos encaminhamentos como a elaboração de uma carta política que será entregue a todos os deputados federais, assinada por todos os vereadores, colocando nossa preocupação quanto a intenção de privatização dos Correios, além da identificação das ruas e vias da cidade que volte para a obrigação da Prefeitura", colocou Gilmar.

PROBLEMAS

Durante a atividade foram elencados problemas como os desmontes que a empresa pública vem sofrendo desde o golpe de 2016, sob constantes ameaças de privatização, a precarização do trabalho dos funcionários, assim como a pouca quantidade de carteiros para a cobertura do município (são 35 carteiros para uma média de 350 mil habitantes) e a ausência de placas de identificação com o nome e o CEP das ruas. Tudo isso, vem cooperando para o déficit na prestação desses serviços e que consequentemente interfere na vida da população que necessita desse aparato.

De acordo com o presidente da Associação de moradores do bairro Mandacaru e Park Mandacaru, Pedro Japão, é comum ver moradores de alguns bairros em que os serviços não acontecem, reclamando e criticando os carteiros, quando na verdade a crítica deveria ser feita à prefeitura e à própria empresa.

Antônio Lira, diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos (SINTECT) Petrolina-PE, disse que esperava maior participação da população, mas acredita que o saldo do encontro foi positivo no sentido de serem propostos novos encaminhamentos que venham a solucionar os problemas apresentados:

“Foi plantada uma semente e com certeza vamos colher frutos proveitosos. O que nós não podemos é nos acovardar diante de atual situação que a periferia vive aqui na prestação de serviços dos Correios", frisou o sindicalista.

 

 

 

 

 

 

Por Cinara Marques

Foto: Jean Brito - divulgação

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.