Em relato na Tribuna Livre da Câmara, à convite da Comissão de Direitos Humanos da Casa, tio de dois meninos assassinados em Petrolina, pede apoio para a família das vítimas

por Natalia publicado 05/04/2019 11h15, última modificação 05/04/2019 11h15

A pauta da sessão ordinária desta quinta-feira, dia 4, teve a aprovação de indicações, requerimentos e de projetos de lei de autoria dos vereadores que fazem o poder legislativo municipal em Petrolina/PE. Ás 10h30, o tio de dois meninos assassinados de forma cruel no último final de semana, Wanderson Luiz, fez uso da Tribuna Livre Vereadora Isabel Cristina. Ele atendeu convite da Comissão de Direitos Humanos da Casa.

 Wanderson fez um relato duro e ao mesmo tempo, emocionante, do fato e de como encontra-se a mãe e demais familiares das crianças que tinham 13 e 11 anos, mortos com requintes de crueldade. A Câmara, por meio da Comissão de Direitos Humanos, prestou solidariedade à família ainda na segunda-feira, 1º, durante visita da Comissão à residência das vítimas.

 “Os motivos não vêm o caso. São duas crianças assassinadas que precisavam de políticas públicas para a juventude para recuperar e mudar essa história”, discursou Wanderson, cobrando o funcionamento do Conselho Municipal da Juventude e a volta dos trabalhos do Centro da Juventude, ligado ao governo estadual, que atendia mais de 200 crianças, mas está fechado.

 “Se estou nessa Tribuna é porque ainda acredito nesse poder”, frisou Wanderson

 O vereador Osório Siqueira, presidente da Casa, afirmou que no que depender da Câmara Municipal, pode contar com o poder legislativo, através da Comissão de Direitos Humanos.

“Eu parabenizo os colegas vereadores que procuraram saber, visitar a família e essa vinda é a forma que o poder legislativo pode ajudar, dando visibilidade para que através da repercussão, esse caso possa ser esclarecido o quanto antes”, assinalou o presidente Osório Siqueira.

Outros vereadores usaram a palavra, lamentando, se solidarizando e reforçando a cobrança feita por Osório para que os crimes possam ser desvendados e de forma ágil.  O vereador José Batista, se pronunciou, adiantando que conversou com algumas pessoas da Polícia Civil e ouviu que as investigações estão bem avançadas e que o crime pode ter sido cometido por mais de uma pessoa.

Para o vereador Gilberto Melo, Petrolina precisa urgente de um centro de recuperação para tratamento de crianças e adolescentes dependentes de drogas. A vereadora Maria Elena disse que Wanderson trouxe a emoção e a razão em sua fala e orientou a ocupação dos espaços de esportes e lazer para atender a esses meninos. Paulo Valgueiro, relator da Comissão de Direitos Humanos, salientou que os meninos foram mortos pela arma e pelo poder público que falha nas políticas públicas.

 O primeiro vice-presidente da Câmara Municipal, Ronaldo Souza conclamou se criar um pacto entre instituições e famílias, porque a droga estar exterminando crianças e jovens. O vereador Rodrigo Araújo pediu a mobilização da secretaria de Saúde para prestar o atendimento à mãe dos meninos e familiares.

 O secretário da Comissão de Direitos Humanos, vereador Osinaldo Souza, culpou a incidência das drogas como o principal fator de violência entre os mais jovens. “Vamos até o fim, trazer uma sociedade mais justa e mais feliz, mas não apoiando drogas”.

 O vereador Zenildo do Alo do Cocar lembrou que criou os três filhos próximo ao bairro onde os meninos assassinados moravam e lembrou estava sempre juntos dos filhos e que a família precisam estar atentas na criação dos filhos e os poderes cumprirem com seu papel de proteção ao cidadão. A vereadora Cristina Costa solicitou à Mesa Diretora se unir para salvar os outros irmãos que estão vivos. “Vamos fazer a nossa parte”, frisou.

 Presidente da Comissão de Direitos Humanos, o vereador Gilmar Santos frisou que o colegiado irá reforçar a defesa do bom uso dos recursos públicos na pauta de proteção à crianças e adolescentes e cobrar a recomposição urgente do Conselho Municipal da Juventude, entre outras ações. (Foto: Jean Brito)

 

Por Cinara Marques

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.