Presença de intérprete de LIBRAS na Câmara de Vereadores é elogiada por edis

por Natalia publicado 08/11/2018 11h39, última modificação 08/11/2018 11h39

Desde 2013 é garantido à comunidade surda de Petrolina a presença de um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) nas sessões da Câmara de Vereadores. No entanto, por um longo período a Resolução nº 085/2013, proposta pelo ex-vereador Ailton Guimarães não vinha sendo cumprida.

Não vinha, pois na sessão de terça-feira (6) uma intérprete de LIBRAS esteve presente durante toda sessão, inclusive até o final da audiência pública com a secretária de Saúde. A presença dessa profissional rendeu elogios de Gilmar Santos (PT), um dos principais defensores da comunidade surda na Casa Plínio Amorim.

“Muito me alegra, senhor presidente, que essa Casa tenha leis e essas leis sejam cumpridas. Nós temos uma conquista para a comunidade dos surdos e essa conquista, que é a garantia de um tradutor de LIBRAS não estava sendo cumprida. Através da mobilização desse grupo, através da nossa cobrança o senhor havia concordado [em contratar um intérprete]”, disse o edil.

A ausência de um intérprete já havia rendido críticas do próprio Gilmar e Maria Elena (PRTB) durante as sessões na Câmara e o presidente da Casa, Osório Siqueira (PSB) havia se comprometido a sanar o problema

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.