Vereadora Maria Elena sai em defesa do Governo do Estado e mostra as obras em Petrolina

por vinicius — publicado 07/01/2015 18h36, última modificação 20/09/2016 11h22
A Presidente da Casa Plinio Amorim, Vereadora Maria Elena Alencar, em discurso na tribuna da Câmara na sessão desta terça feira 06 de setembro, rebateu o Prefeito Júlio Lóssio e mostra as obras do Governo do Estado em Petrolina. Acompanhe o discurso da Vereadora:

 Estou de volta a esta Tribuna porque me causou surpresa, e até um certo espanto, a acusação do Prefeito Júlio Lóssio de que os Governos de Pernambuco – todos – a exceção de Nilo Coelho, nas palavras de Lóssio, não olharam com o devido carinho para o Sertão, que “Petrolina sempre teve discriminação por parte dos governos estaduais”, ao mesmo tempo em faz apologia , destacando algumas obras, segundo ele realizadas por Jarbas quando governador, e afirmando de forma cabal que o Governo Eduardo Campos até agora não fez nada pela cidade.

Olha gente, não só por ser filiada ao PSB, partido do governador, ser sua aliada e do seu grupo de primeira hora, mas também como Petrolinense e Sertaneja, não podia me calar, diante de tamanhas inverdades e devaneios, diria até delírios do Sr. Prefeito.
Até certo ponto concordo com a primeira parte da fala. Realmente existe uma dívida social e econômica histórica dos governos estaduais e Federal com o desenvolvimento do interior do estado e do país. E Petrolina é uma cidade exigente. Muitas coisas ainda precisam e serão feitas em prol desta terra, inclusive com a nossa luta, com a luta de suas lideranças e do seu povo.
Agora, daí o Prefeito vir dizer que Jarbas foi um grande governo para Petrolina é uma piada. Ainda mais afirmar que o atual governador Eduardo Campos discrimina a nossa cidade? Meus amigos e minhas amigas tenha santa paciência. Nisso o Prefeito delira.
Acho que no afã de agradar a seus senhores, faz uma verdadeira pirotecnia para tentar macular a imagem de um dos governadores mais bem avaliados da história de pernambuco, aprovado por mais de 82% da população de todo o estado, com uma gestão exitosa, ágil, ouvindo a povo, ouvindo as lideranças, como quando fez em março deste ano no Seminário Todos por Pernambuco, onde inclusive o Prefeito estava presente.

Um governo que vem descentralizando o desenvolvimento pelo conjunto do estado, levando as políticas públicas a todo o estado e a todo o bravo e altaneiro povo Pernambucano.
Senão vejamos: em apenas quatro anos, Eduardo reformou quase todas as esolas da rede estadual em Petrolina, grandes reformas que requalificaram as escolas; equipou as cozinhas para fmelhorar a qualidade da merenda escolar; entregou um computador a cada professor do estado; colocou internet em praticamente todas as escolas; construiu a Biblioteca da FACAPE.
A escola de referência que o Prefeito cita, era bancada pela iniciativa privada, era a Phillips quem sustentava. Eduardo assumiu as Escolas de Referência como política da Secretaria de Educação, reformou a existente e montou mais duas em Petrolina.
Quando Eduardo assumiu o governo em 2007 eram 13 Escolas de Refência, ao final do seu segundo mandato vão estar funcionando cerca de 300 escolas.
O Hospital Dom Malan, que o Prefeito se elegeu com o slogan “O Prefeito da Saúde”, fechou as portas, foi preciso o governador chegar e dizer “se não tem competência para administrar devolva que eu cuido”. E o Prefeito demonstrando total incompetência, devolveu o Hospital. O Estado assumiu e hoje é gerenciado em parceria com o IMIP, sendo uma referência em qualidade no atendimento materno-infantil
O Hospital de Traumas do mesmo jeito. O Prefeito jogou a toalha, entregou para a UNIVASF admnsitrar, por total descontrole administrativo.
Mas, voltando as ações do governo Eduardo Campos: vejam a construção dos novos prédios da FFPP; o Colégio da Polícia Militar; os enormes investimentos no sistema de abastecimento dágua e tratamento de esgoto que estão em andamento, realizados pela Compesa. São mais de 120 milhões de reais, que ao final obras trarão mais conforto para a população; o asfaltamento da estrada que dá acesso a Timbaúba agrícola; o asfalto da estrada de Uruás, da estrada do Capim, da estrada do Pontal, a cobertura do Pátio das Feiras Livres do João de Deus, do São Gonçalo e do Ouro Preto; revitalização do Distrito Industrial, com asfaltamento de cinco ruas; Enfim, um elenco de obras a serem apresentadas.

Esse debate me traz também a oportunidade de refrescar a memória do Prefeito, que parece anda meio confusa, meio atônito, ou quem sabe perdido na sua gestão.


Se ele não lembra, o hoje senador Jarbas Vasconcelos quando foi candidato a governador em 1998 e 2002, sofreu fragorosa derrota em Petrolina. Perdeu feio. Sendo que em 2002, nem um dos candidatos na sua chapa ganhou em Petrolina. Até o senador Marco Maciel perdeu para o desconhecido Vereador do Recife Dilson Peixoto. Foi uma derrota acachapante.

Na eleição de 2010, meu Deus do céu, foi um vexame para o Prefeito. Não elegeu um Deputado Estadual nem um Deputado Federal que apoiou. O seu candidato a governador – novamente Jarbas que ele tanto elogia, coitado, teve uma votação ridícula, não chegando a 7% dos votos. Perdeu até para os votos nulos e quase empata com os votos brancos. E o seu candidato a Presidente da República, Zé Serra, obteve míseros 11% dos votos, perdendo inclusive para Marina Silva, do PV.
Por outro lado, o governador que ele diz não ter feito nada por Petrolina, Eduardo Campos, obteve aqui 75% dos votos e Dilma Rousseff mais de 66% dos votos válidos. Uma linda vitória.
Minha gente, ou o povo de petrolina é muito ingrato com Jarbas (pois o prefeito diz que ele fez tana coisa pela cidade) – o que eu tenho certeza que não, pois o povo de Petrolina é generoso, trabalhador, determinado – ou realmente nosso Prefeito está fazendo malabarismos, pirotecnia para tentar aparecer, ou talvez desviar a atenção da sociedade por causa da gestão raquítica que faz.


…....................................................................................................................