Sessão da Câmara destaca projeto de lei que mantém o nome de Ana das Carrancas no novo pátio de eventos em construção no antigo Ceape

por waldiney — publicado 30/06/2020 16h05, última modificação 30/06/2020 16h08
De autoria do vereador do Republicanos, Alvorlande Cruz, o PL 034/2020, visa manter a homenagem feita a um dos principais símbolos da cultura de Petrolina, de Pernambuco, do Nordeste e do Brasil, a artesã conhecida como Dama do Barro, Ana das Carrancas.

Depois da parada do feriado de São João, os vereadores de Petrolina retomam nesta terça, 30, as sessões remotas transmitidas no canal do youtube da Câmara Municipal.

A pauta vem bem movimentada com vários projetos de lei, de decreto legislativo, requerimentos e indicações. Um dos destaque da reunião legislativa desta terça é o Projeto de Lei 034/2020 que denomina o novo Pátio de Eventos na Av. das Nações – de Pátio de Eventos Ana das Carrancas.

De autoria do vereador do Republicanos, Alvorlande Cruz, o PL 034/2020, visa manter a homenagem feita a um dos principais símbolos da cultura de Petrolina, de Pernambuco, do Nordeste e do Brasil, a artesã conhecida como Dama do Barro, Ana das Carrancas.

O espaço de eventos está sendo construído no terreno do antigo Ceape. Segundo o PL, de autoria do vereador Alvorlande Cruz, do partido Republicanos, "a homenagem ora prestada é o reconhecimento da Câmara Municipal de Petrolina, pelos relevantes serviços prestados na área da cultura e que fez história no Município, no Estado,  no Brasil e até no Exterior como a Dama do Barro."

Segundo o autor da proposta, o projeto de lei objetiva prestar uma justa homenagem a uma pessoa que se destacou na área cultural e fez história no Município, no Estado, no Brasil e até no Exterior.

"Ela merece ser lembrada, perpetuando assim o seu nome, por isso quero me referir à Dama do Barro, a nossa eterna inesquecível Ana das Carrancas", argumentou Alvorlande.

Apesar do antigo pátio de shows da cidade já ter o nome da 'Dama do Barro', como o equipamento em obras é novo, tem que ser apresentado um novo projeto de lei no legislativo municipal, conforme a Lei Orgânica e o Regimento da Câmara, para que a homenagem seja mantida.

HOMENAGEADA

Ana Leopoldina dos Santos, conhecida como Ana das Carrancas, filha de artesã e agricultor, nasceu em 1923, em Santa Filomena, então distrito de Ouricuri, Pernambuco. Na sua infância tinha o barro como atrativo para suas brincadeiras. Aos sete anos de idade começou a fazer panelas, potes, brinquedos, boi-zebus, cavalinhos e santos para a lapinha, para ajudar a sua mãe, que há muito tempo confeccionava utensílios de barro e vendia na feira, para garantir o sustento da família.

 Ana casou-se aos 22 anos com um pedreiro, mas ficou viúva muito cedo. Desta união restaram duas filhas. Passando-se pouco mais de um ano, ela casou-se novamente com José Vicente de Barros. 

Em toda sua história de carranqueira teve oportunidade de participar de feiras e exposições em vários estados brasileiros, e suas peças são reconhecidas internacionalmente, principalmente na Europa.

 Ana das Carrancas faleceu em 1º de outubro de 2008, na cidade de Petrolina, Pernambuco.



Por Cinara Marques

Foto- internet

error while rendering plone.comments